A flor negra, baunilha!

23 de fevereiro de 2012

baunilha

A baunilha, nativa do México, provavelmente é a especiaria mais amada por todos ao redor do mundo! Segunda mais cara do mundo, só perde para o açafrão, ela está presente em praticamente todas as sobremesas e doces na forma de extrato, pasta ou a vagem própria, raspada e infusionada. Também é muito utilizada na perfumaria e aromaterapia.

Hoje em dia existem três regiões que são as maiores cultivadoras de baunilha no mundo: Madagascar, Reunião e outras áreas tropicais do Oceano Índico; toda a região do Pacífico Sul; e Índias Ocidentais, América Central e do Sul. O tipo de baunilha mais comercializada é do tipo “Madagáscar-Bourbon”.

A história da baunilha está associada à do chocolate. Os astecas, e já antes os maias, decoravam com baunilha uma bebida espessa à base de cacau. Os astecas designavam tal bebida, destinada aos nobres e aos guerreiros, xocoatl. Porém, os astecas não cultivavam nem a baunilha nem o cacau, devido ao clima impróprio. Tais produtos de luxo provinham do comércio com as regiões vizinhas. Eles a chamavam de tlilxochitl, que significa “flor negra”.

MODOS DE USO DA BAUNILHA:

– TRADICIONAL (FAVAS)

Corte a baunilha em sentido longitudinal e, com as costas de uma faca, raspe todas as sementes. Despeje as sementes junto com a fava no líquido que deseja aromatizar e leve à fervura. Siga com o modo de preparo da receita normalmente e, ao final, retire a fava.

– AÇÚCAR VANILLE

Utilize as favas que sobram de preparações (bem limpas e secas) e coloque-as em um pote com açúcar refinado e deixe descansando por 30 dias, aproximadamente. O açúcar terá todo o aroma da baunilha e você pode usar em qualquer preparação que queira aromatizar.

– EXTRATO NATURAL

Extrato natural de Baunilha

Em um vidro (de preferência escuro), coloque 1 fava de baunilha aberta (sem raspar as sementes) e 150ml de algum álcool (de preferência álcool de cereais, vodka ou rum claro). Deixe repousando em um local fechado e sem muita luz por, no mínimo, 1 mês. Você terá um extrato delicioso que pode ser usado no lugar da (terrível, tenebrosa e artificial) essência!

Quanto mais tempo ficar no álcool, mais escura a cor e maior o sabor!

– PÓ DE BAUNILHA

Deixe a baunilha secar naturalmente e, quando estiver bem dura e seca, processe-a bem em um processador até virar pó. utilize muito cuidadosamente no preparo de qualquer receita, pois em excesso pode amargar sua produção.

Imagens: Google

Tags: Baunilha

Os comentários estão desativados.